Mostrando postagens com marcador #orgânicos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #orgânicos. Mostrar todas as postagens

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Microrganismos eficientes - EPAGRI e EMBRAPA





<iframe src="//www.slideshare.net/slideshow/embed_code/key/ubkSwB8ALBcWPH" width="668" height="714" frameborder="0" marginwidth="0" marginheight="0" scrolling="no" style="border:1px solid #CCC; border-width:1px; margin-bottom:5px; max-width: 100%;" allowfullscreen> </iframe> <div style="margin-bottom:5px"> <strong> <a href="//www.slideshare.net/AlexandrePanerai/preparodemicrorganismoseficientes" title="Preparo-de-microrganismos-eficientes" target="_blank">Preparo-de-microrganismos-eficientes</a> </strong> de <strong><a href="https://www.slideshare.net/AlexandrePanerai" target="_blank">Alexandre Panerai</a></strong> </div>

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Projeto Horta na Laje estimula cultivo de hortaliças e alimentação saudável em Paraisópolis


Projeto Horta na Laje estimula cultivo de hortaliças e alimentação saudável em Paraisópolis
Basta uma semente ou muda e um pouquinho de terra, água e sol para produzir alimentos de forma sustentável e natural. Tendo em isto em mente, qualquer um pode se aventurar a descobrir o prazer de lidar com a horta e consequentemente, ter uma alimentação mais rica e balanceada.
Foi pensando nisso que o Instituto Stop Hunger, em parceria com a  Associação das Mulheres de Paraisópolis, do Instituto Escola do Povo e da associação de moradores e comerciantes locais, lançou o projeto Horta na Laje, na maior favela da capital paulista, que tem hoje cerca de 120 mil habitantes.
A horta comunitária foi instalada na sede da União dos Moradores de Paraisópolis, mas o objetivo principal do projeto é dar treinamento para jovens e mulheres em técnicas de plantio no vaso, para que eles possam reproduzí-las nas lajes de suas casas. Com o cultivo, será possível garantir um aumento da renda familiar e estimular o empoderamento feminino, já que atualmente, aproximadamente 50% dos moradores da comunidade são mulheres.
“O projeto nasceu para estimular,através da educação ambiental, a criação de pequenos espaços verdes dentro das lajes e das casas na comunidade, que podem ser utilizados para  produzir alimentos mais saudáveis e criar espaços de interação e lazer para as famílias”, afirma Gilson Rodrigues, presidente do Instituto Escola do Povo.
A horta comunitária na laje da associação dos moradores
“Mais do que trabalhar no combate à fome e à má nutrição, o projeto pretende dar a oportunidade para que estas pessoas desenvolvam habilidades para plantar, cuidar e semear horta em vaso e/ou em espaços adaptados, a fim de que tenham acesso à alimentos mais saudáveis para consumo próprio e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida”, destaca Fernando Cosenza, presidente do Instituto STOP Hunger.
O projeto Horta na Laje é uma extensão de Programa Hortaliças, criado pela Stop Hunger, juntamente com a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), em Jaboticabal e Botucatu. Na iniciativa pioneira, estudantes do curso de Agronomia cuidam de hortas em troca de bolsas de estudo. Por ano, são produzidas mais de 48 toneladas de alimentos nas duas hortas, que são doadas à 16 organizações beneficientes dessas regiões.
O Instituto Stop Hunger é uma entidade criada pelos colaboradores da empresa francesa Sodexo. Com atuação em diversos países, ele está presente no Brasil desde 2003, mas somente em 2015 com uma sede. Através de ações com voluntários, busca combater a fome e a má nutrição no mundo.
Estima-se que, globalmente, uma em cada três pessoas sofra algum tipo de subnutrição. Muitas vezes, o problema não é provocado por falta de alimentos, mas a escolha errada na hora de compor o prato.
Infelizmente, nas últimas décadas, houve uma mudança no padrão de consumo de alimentos no Brasil e deixou-se de valorizar o tão tradicional – e saudável, balanceado e nutritivo – cardápio do país, composto por arroz, feijão, salada, verduras e carne. Com a queda do preço de alimentos industrializados e aqueles comercializados por cadeias de fast food, o brasileiro começou a comer mais gorduras, refrigerantes e doces. O resultado disso é o aumento da obesidade da população e da incidência de doenças relacionadas ao sobrepeso.
Fotos: domínio público (abertura) e divulgação Instituto Stop Hunger

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Homeopatia na agricultura orgânica!





Este material despretensioso foi escrito no intuito de auxiliar os produtores no uso de preparados homeopáticos como alternativa para pequenos propriedades e, mais especialmente, para àqueles que trabalham com a agricultura orgânica.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

COMO SE FAZ E COMO SE UTILIZA O CHORUME NAS PLANTAS EM GERAL –SP SP





CURSO DE VITICULTURA TOTALMENTE GRATUITO –
( A ARTE DE PLANTAR, CULTIVAR , PULVERIZAR , ADUBAR UMA PARREIRA DE UVAS NA SUA CASA, NA SUA CHACARA, NO SEU SITIO E ETC ); MINISTRADA PELO VITICULTOR SERGIO SEMERDJIAN

E NOSSOS CURSOS CONTINUAM , GRATUITOS : - NO BAIRRO DO JABAQUARA , EM SÃO PAULO,

MAIS INFORMAÇOES PELO EMAIL:-
Virgilio.teixeira@gmail.com
OU PELO WHATSAPP 11-98759-5136 da tim VIRGILIO
DO SERGIO 11-99812-4626 da vivo
E PARTICIPEM DO NOSSO GRUPO NO FACE:-
FANATICOS POR PARREIRAS DE UVAS EM CASA, CHACARA , SITIO E ETC
E veja nossos vídeos no youtube : - VITICULTURA SERGIO SEMERDJIAN COM VIRGILIO FERREIRA

domingo, 14 de janeiro de 2018

Faça sua planta crescer depressa e encorpar com este nutriente







Ele é o N, dos adubos do tipo NPK, é o principal ingrediente dos estercos e serve pra muitas coisas nas plantas. Pra você ter uma ideia da importância do nitrogênio, não existem proteínas nenhuma sem ele — inclusive no nosso corpo. A jardineira Carol Costa explica o que o nitrogênio faz, quais as fontes minerais e orgânicas e como aplicar nutriente na jardinagem neste que é o segundo vídeo da série de adubação feita em parceria com a West Garden.


Para outras dicas de jardinagem, acesse o site Minhas Plantas: http://minhasplantas.com.br

Todos os adubos West Garden estão à venda aqui: http://www.westgarden.com.br/loja

sábado, 13 de janeiro de 2018

Horta de temperos na casa de #praia, cultive!!!

Exige cuidado redobrado com sol e ventos

 o ideal é que as ervas tenham até quatro horas diárias de exposição ao sol e nada maisDevido às correntes de vento típicas da região litorânea, a horta de temperos precisa ser construída em um lugar protegido, como atrás de um muro.
Incidência do sol 
Qualquer tipo de planta, inclusive os temperos, não sobrevivem sem os raios solares. No entanto, se eles forem muito fortes ou incidirem por muito tempo sobre a horta, podem queimar as folhas das espécies cultivadas. Por isso, no litoral, o ideal é que as ervas tenham até quatro horas diárias de exposição ao sol e nada mais.
Correntes de vento 
Devido às correntes de vento típicas da região litorânea, a horta de temperos precisa ser cultivada em um lugar protegido, como atrás de um muro, por exemplo. Isso porque a ação constante dos ventos sobre a planta resseca e pode até queimar suas folhas, além de levar areia para a terra do vaso ou canteiro, prejudicando o seu desenvolvimento.
Regas
Os ventos típicos da região litorânea também influenciam diretamente na quantidade de regas que a horta de temperos deve receber. Nos locais que sofrem muito com as correntes de ar, a dica é fazer a rega duas vezes ao dia para evitar o ressecamento das espécies cultivadas. “No entanto, para ter certeza se é ou não hora de molhar suas plantas, coloque o dedo na terra para averiguar se ela está úmida ou seca”, ressalta Silvia Jeha, herborista do viveiro Sabor de Fazenda, de São Paulo.
Nutrição
Independentemente do ambiente, a nutrição da horta de temperos é fundamental para o seu desenvolvimento. Por isso, aplique humus de minhoca ou adubo orgânico. Sucesso! Saiba como aqui.
http://donaflorgarden.com.br/horta-temperos-casa-praia-exige-cuidado-redobrado-sol-ventos/

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

12 Flores Que Você Precisa Ter Na Sua Horta: Elas Ajudam Muito Na Horta Orgânica

Fonte: site somosverdes.com.br

Atualmente, muitas pessoas têm feito hortas em suas casas. Esse fato de se deve às incertezas que rodam as plantações. Mas para ter sua horta você precisa saber quais flores que você precisa ter na sua horta e o porquê.
Algumas pessoas não confiam em produtos de determinadas fazendas e duvidam se o alimento leva ou não agrotóxico.
Apesar da fiscalização e dos produtores dizerem que não utilizam, é difícil de acreditar.
Sabemos o quanto os agrotóxicos fazem mal à saúde e também ao meio ambiente.
Dessa forma, aos poucos, foram surgindo as hortas caseiras e você precisa saber quais flores que você precisa ter na sua horta para que ela prospere.
As pessoas, então, passaram a procurar formas de cuidarem de suas hortas sem o uso de agrotóxicos.
Com esse intuito, nós preparamos uma lista com 12 flores que você precisa ter na sua horta.
Mas antes, não se esqueça de compartilhar este conteúdo na sua rede social favorita.
Vamos à lista!

12 flores que você precisa ter na sua horta

Procuramos trazer para vocês, flores que podem ajudar no combate de pequenas pragas e que também tragam  outros benefícios, como por exemplo plantas que possuem flores ou folhas comestíveis.
Vamos começar.

#1 Calêndula

flores que você precisa ter na sua horta
fonte: dicasdemulher
A calêndula é uma flor belíssima e muito conhecida pelas suas propriedades medicinais e é uma das flores que você precisa ter na sua horta.
Essa flor é utilizada na fabricação de pomadas e cremes para cicatrização de ferimentos e também de anti inflamatórios.
Ela também é comestível. Suas pétalas podem ser utilizadas em saladas, tortas, sobremesas, receitas de bolos, biscoitos, pães, entre outros.
Todavia, o ponto mais importante para se ter essa flor na sua horta é sua propriedade de repelir pragas como afídeos (pulgões) e insetos sugadores. Ela, também, ajuda a combater nematoides do solo.
A calêndula gosta de solos bem drenados e de sol.

#2 Camomila

fonte: opas.org.br
A camomila é uma planta medicinal. Além disso, ela atrai moscas que devoram os pulgões.
Ela também repele insetos como ácaros.
A camomila pode ser plantada perto da couve, por exemplo, como uma forma de realçar o seu sabor.
Ela também ajuda no restabelecimento de plantas fracas, além de seu chá ser eficiente para muitas doenças nas plantas.

#3 Capuchinha 

fonte: chabeneficios
A capuchinha é uma das flores comestíveis mais versáteis, pois suas flores, folhas e sementes podem ser utilizadas em pratos.
Essa flor também pode ser usada para decoração. Cultivá-la é muito fácil, sendo comum encontrá-la em terrenos abandonados.
A capuchinha é muito versátil, pois floresce em quase todo o ano.
Além de atraírem polinizadores e inimigos naturais das pragas como afídeos (piolhos) e nematoides. Também servem como barreira, pois atraem as borboletas para si e dessa forma as couves não são devoradas.

#4 Catinga-de-mulata

fonte: pinterest
A catinga-de-mulata é também conhecida como cheiro-de-mulata, tanaceto, atanásia ou erva-de-São-Marcos.
Essa flor possui aroma forte e por isso repele os insetos voadores da sua horta.
Ela pode ser plantada em toda horta e ainda é utilizada para fazer água de cheiro.

#5 Crisântemos

fonte: floreswiki
O crisântemo possui diversas cores.
Ele é um repelente natural de insetos como mosquitos, percevejos, pulgas e carrapatos.
Além disso, suas flores são comestíveis.

#6 Flor-de-mel

fonte: canetaespia
A flor-de-Mel ajuda no controle da sua horta, pois ela atrai os sirfídeos (mosca das flores) que são grandes predadores dos pulgões, cochonilhas e tripes.
Os sirfídeos são melhoras do que as joaninhas para encontrar e devorar os pulgões.
A flor-de-mel é perfumada e atraem abelhas para fazerem a polinização, além de possuírem flores comestíveis.

#7 Gerânios

O gerânio é uma flor que ajuda como repelente de moscas e mosquitos.
Ao plantar na sua horta, plante-os como companheiros das hortaliças, pois eles irão repelir vermes de repolho, cicadelídeos e ácaros da aranha vermelha.
Você também pode plantar ao redor da horta como uma espécie de cerca.
São plantas muito bonitas e possuem diversas cores. São também comestíveis.

#8 Gergelim

fonte: terra
O gergelim atua como barreira contra formigas cortadeiras.
Frequentemente as formigas são atraídas para essa planta e ao levarem ao formigueiro acabam destruindo o fungo do qual as formigas se alimentam.

#9 Girassol

fonte: curasaudavel
O girassol é uma flor belíssima. Ele repete alguns insetos e atrai polinizadores.
Também pode servir para atrair algumas pragas que irão preferir ele às hortaliças.

#10 Maravilha

fonte: omeujardim
Essa flor pode ser usada na prevenção de viroses em tomates e pimentões, sendo aplicada nas mudas.
Esta flor também é muito conhecida como Mirabilis.

#11 Onze-horas

fonte: wikipedia
A onze-horas é uma flor comestível, medicinal e altamente nutritiva.
Ela é rica em ômega 3 e ajuda a reter a umidade do solo.
Pode ser plantada ao redor do milho.
A onze-horas atrai polinizadores, alimentando abelhas no inverno.

#12 Tagetes

fonte: wikipedia
Os tagetes são vulgarmente conhecidos como cravo-de-defunto, pois possuem odor forte e um pouco desagradável.
Eles são repelentes naturais de muitos insetos prejudiciais ao cultivo de plantas e protegem contra os nematoides.
Os tagetes também ajudam na prevenção da broca no tomateiro, funciona como repelente da mosca-branca e é usado em receitas de defensivos naturais.

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

8 ideias para fazer uma mini-horta na sua casa

Fonte: http://somentecoisaslegais.com.br/utilidades/8-ideias-para-fazer-uma-mini-horta-na-sua-casa

Fonte: The Garden Glove
Fonte: The Garden Glove
Os benefícios da alimentação saudável se tornaram assunto constante nos últimos tempos. Isso porque, cada vez mais, temos acesso a informações sobre a procedência dos alimentos que consumimos diariamente: desde os produtos altamente nocivos à saúde que são usados em grandes plantações, até as péssimas condições dos animais nas fazendas de criação.
Só que, então, esbarramos em outra questão: é um tanto difícil – e caro – encontrarmos verduras, legumes e frutas livres de agrotóxicos, por exemplo. Pensando nisso, separamos 8 ideias – e mais algumas dicas super legais – para inspirar você a criar sua mini-horta dentro de casa ou do apartamento. Além de embelezar seu lar com folhagens e cores, você poderá plantar e colher ervas e verduras fresquinhas e sem agentes químicos nocivos.  Vamos lá!
1. Reaproveitando potes de vidro 
vidro
Aqueles potes de vidro que antes guardavam maionese e compotas podem se transformar em lindos vasinhos para ervas pequenas. Ficam lindos se dispostos de diferentes maneiras e podem ser deixados na cozinha, janelas e lavanderia.
2. Na caixa de ovos
ovo
Essa ideia super criativa é ideal para espaços muito pequenos. É também bastante prática, já que você pode renovar as “caixinhas” (casca dos ovos) cada vez que utilizar as ervas.
3.Delicadeza pura: em xícaras ou canecas
xicara
As xícaras ou canecas que não são mais usadas podem se transformar em lindos e delicados vasinhos.
4. Na parede, como quadros
parede
Outro jeito ótimo de unir decoração e pouco espaço: as hortas instaladas na parede são modernas e podem ser colocadas até mesmo na sala de jantar.
5.No chão não, suspensas!
suspensa
Ideal para áreas abertas, esse tipo de horta requer uma boa avaliação antes de ser instalada (longe de fortes correntes de ar, por exemplo), mas trazem muito charme e leveza a qualquer ambiente da casa.
6. Virada pra baixo
virado
Algumas floriculturas já vendem esses vasos especiais, nos quais a planta fica virada “de cabeça pra baixo”. A estrutura para instalação do vaso e a irrigação são feitas de maneira diferente, por isso não adianta colocar qualquer vaso de ponta cabeça.
7. Ecologicamente corretas em garrafas PET e latas de alumínio
PET e lata
Materiais como garrafas PET ou latas de alumínio podem ser reutilizados e transformados em criativos suportes para a horta.
8. O bom e velho vaso tradicional
vasos
O plantio em vasos tradicionais é a maneira mais utilizada nas hortas caseiras, pois são baratos e fáceis de encontrar. Além disso, hoje em dia encontramos variações em modelos, cores e materiais, tudo pra combinar com a nossa casa. A sugestão aqui é variar a disposição dos vasos, que podem ser colocados no canto das escadas, um sobre o outro ou em estruturas de madeira, criando uma atmosfera campestre e economizando espaço.

Dicas pra sua horta crescer firme e forte

43f673aed788d01240ec53458bb020de
  • Para espaços reduzidos, as melhores espécies são hortaliças aromáticas e medicinais como sálvia, coentro, salsinha, hortelã, cebolinha, manjericão, alecrim, orégano, tomilho e endro;
  • Semeie os recipientes de acordo com seu tamanho: vasos e potes menores, requerem menos sementes; nos maiores, é possível acrescentar uma quantidade maior, mas não em excesso;
  • Quando utilizar recipientes sem furos para o escoamento da água, preencha o fundo com pedrinhas antes de colocar a terra. Dessa maneira a terra não fica encharcada e vai sendo umidificada aos poucos;
  • Identifique cada espécie de planta com a ajuda de plaquinhas ou mesmo palitos de sorvete;
  • Em casos de duas ou mais ervas compartilhando o mesmo vaso, sempre verifique as necessidades especiais de cada uma, como quantidade de sol (em geral, o ideal é de 3h a 4h de exposição ao sol diariamente) e irrigação. Assim, você pode dividi-las de acordo com as características semelhantes e garantir vida longa às plantas;
  • Regue a horta preferencialmente no início do dia. Dessa maneira, você evita que o sol resseque demais a terra durante a tarde, ao mesmo tempo que garante que ela esteja suficientemente seca à noite (evitando a formação de fungos).
  • Evite plantar verduras grandes – como tomate, cenoura e algumas espécies de alface – em recipientes pequenos. Além de não possuírem espaço para crescerem, elas podem atrapalhar o desenvolvimento de outra planta que estiver compartilhando o mesmo vaso;
  • Dê carinho a sua horta. Plantas são seres vivos e precisam de cuidados, como adubação constante e controle de pragas. Acompanhe o crescimento delas sempre que possível.
Curtiu? Então mãos à obra!
Relações-públicas e viajante na horas vagas. Arte, moda, viagem e decoração são seus assuntos favoritos, mas inspira-se com tudo de belo e criativo que existe por aí.

sábado, 11 de novembro de 2017

ALIMENTE-SE COM SABEDORIA! Como manter a vitalidade, buscar longevidade e manter-se distante de doenças?


RADICAIS LIVRES E ANTIOXIDANTES

* De um lado da imagem você tem os efeitos positivos de radicais, do outro, o aposto.

Como manter a vitalidade, buscar longevidade
e manter-se distante de doenças?
Já tens pensado como você deseja estar daqui alguns anos?
Os radicais de oxigênio (radicais livres) e o superóxido são produzidos de forma continua e possuem um papel importante nas reações que ocorrem no organismo, em níveis adequados são essenciais, como por exemplo, na produção de prostaglandinas, combatendo vírus e bactérias, agem na coagulação sanguínea, cicatrização... No entanto, em quantidades excessivas são responsável aos processos patológicos, podendo destruir membranas celulares, como o DNA. O stress oxidativo e a inflamação são fatores de risco às doenças degenerativas crônicas crescentes na população como o diabetes, doenças cardíacas, câncer, além do envelhecimento precoce.

Não só pelo processo digestivo, mas ao respirar utilizamos o oxigênio como combustível às células para produzir energia sob a forma de ATP. Entretanto, neste processo contínuo, por meio de reações químicas, moléculas ficam livres, podemos dizer assim que, "resíduos" são formados.

O organismo em situação normal produz condições específicas para proteção contra danos às células causadas por radicais livres, captam e neutralizam seu excesso. Estes antioxidantes, não são todos produzidos pelo nosso organismo, fato que devemos consumir nutrientes.

Para você ter uma ideia, antioxidantes endógenos produzidos pelo nosso organismo são as enzimas SOD, catalase e glutationa peroxidase, os antioxidantes exógenos, devem ser fornecidos através da alimentação entre eles alguns exemplos estão as vitaminas A, C, E, betacaroteno e outros carotenóides, polifenóis, selênio, zinco, cobre, manganês, biotina, coenzima Q10, ácido alfalipóico.
Sedentarismo, fumo, estresse emocional, obesidade, inflamação crônica... já sabemos que o estilo de vida que você escolhe correspondem por mais de 70% de sua longevidade! As repercussões destes processos será distintas de pessoa para pessoa, cada indivíduo irá envelhecer de forma e velocidade diferente. 

A forma mais simples e eficaz para alcançar uma boa saúde e longevidade é o foco sobre a nutrição diária. A melhor maneira de repor as necessidades do organismo com antioxidantes está em realizar uma alimentação variada.
 
Os compostos naturais chamados polifenóis encontrados em frutas, legumes, possuem efeitos antioxidantes e antiinflamatórios que podem proteger contra o declínio associado à idade. Pergunto à você, como está sua alimentação?


Sedentarismo, fumo, estresse emocional, obesidade, inflamação crônica... já sabemos que o estilo de vida que você escolhe correspondem por mais de 70% de sua longevidade! As repercussões destes processos será distintas de pessoa para pessoa, cada indivíduo irá envelhecer de forma e velocidade diferente.

Radicais livres
Os radicais de oxigênio (radicais livres) e o superóxido são produzidos de forma continua e possuem um papel importante nas reações que ocorrem no organismo, em níveis adequados são essenciais, como por exemplo, na produção de prostaglandinas, combatendo vírus e bactérias, agem na coagulação sanguínea, cicatrização... No entanto, em quantidades excessivas são responsável aos processos patológicos, podendo destruir membranas celulares, como o DNA. O stress oxidativo e a inflamação são fatores de risco às doenças degenerativas crônicas crescentes na população como o diabetes, doenças cardíacas, câncer, além do envelhecimento precoce.

Não só pelo processo digestivo, mas ao respirar utilizamos o oxigênio como combustível às células para produzir energia sob a forma de ATP. Entretanto, neste processo contínuo, por meio de reações químicas, moléculas ficam livres, podemos dizer assim que, "resíduos" são formados.

Quando as células do corpo usam o oxigênio, eles produzem naturalmente os radicais livres (subprodutos), que podem causar danos. O organismo em situação normal produz condições específicas para proteção contra danos às células causadas por radicais livres, captam e neutralizam seu excesso. Estes antioxidantes, não são todos produzidos pelo nosso organismo, fato que devemos consumir nutrientes.
Os antioxidantes atuam como "varredores de radicais livres" e, portanto, podem prevenir e reparar danos causados ​​por esses radicais livres. Os problemas de saúde, como doença cardíaca, degeneração macular, diabetes, câncer são todos causados por danos oxidativos. Os antioxidantes podem também aumentar a defesa imunológica e, portanto, menor o risco de câncer e infecções.

Para você ter uma ideia, antioxidantes endógenos produzidos pelo nosso organismo são as enzimas SOD, catalase e glutationa peroxidase, os antioxidantes exógenos, devem ser fornecidos através da alimentação entre eles alguns exemplos estão as vitaminas A, C, E, betacaroteno e outros carotenóides, polifenóis, selênio, zinco, cobre, manganês, biotina, coenzima Q10, ácido alfalipóico.

A presença de radicais livres pode resultar em câncer, acidente vascular cerebral, problemas cardíacos, envelhecimento precoce, e muitas outras doenças degenerativas. Células não funcionam corretamente quando os radicais livres as afetam.

Como os radicais ocorrem em nosso metabolismo naturalmente, mas também são formados por influências ambientais, como poluição, fumaça do cigarro dos outros, radiação e agrotóxicos; os ANTIOXIDANTES são nutrientes poderosos que prevenir, reduzir, atrasar ou reparar os danos oxidativos às células do nosso corpo causados ​​pelos radicais livres.

Por enfatiza-se a NUTRIÇÃO DIÁRIA? A forma mais simples e eficaz para alcançar uma boa saúde e longevidade é o foco sobre ela, já que é a melhor maneira de repor as "ferramentas" ao pleno funcionamento do organismo.



Existem certos alimentos que contêm uma quantidade excepcionalmente grande em antioxidantes. Aqui estão cinco dos alimentos antioxidantes:

A maioria dos antioxidantes comumente conhecidos
■ Vitamina A e carotenóides, encontrada em alimentos como cenoura, abóbora, brócolis, batata doce, tomate, couve, melão, pêssegos e damascos
■ Vitamina C
As frutas cítricas como laranja e limão, etc, pimentão verde, brócolis, vegetais de folhas verdes, morangos e tomates
■ Vitamina E
Nozes e sementes, grãos integrais, vegetais verdes folhosos, óleos vegetais e óleo de fígado
■ Selênio
Peixes e crustáceos, carne vermelha, cereais, ovos, frango e alho

Outros antioxidantes:
Alguns fitoquímicos:
■ Flavonóides / polifenóis: Soja, vinho tinto, uvas, romã, cranberries, chá
■ Licopeno: Tomate e seus produtos, caqui, melancia
■ Luteína: Vegetais verde-escuros, como couve, brócolis, kiwi, broto de bruxelas e espinafre
■ Lignanas: Semente de linho, aveia, cevada, centeio

Mais antioxidantes:
■ Coenzima Q10 ( CoQ10 )
■ Glutationa

As enzimas endógenas antioxidantes:
■ Superóxido dismutase (SOD)
■ Catalase
■ Glutationa peroxidase

 


Já que os antioxidantes são encontrados em abundância no feijão, grãos, frutas e legumes, procure variar sua dieta, inclua frutos com cores brilhantes - luteína em alguns dos pigmentos amarelos encontrados no milho, laranja melão, abóbora e manga; vermelha do licopeno de tomate e melancia... É melhor obter esses antioxidantes dos alimentos, em vez de suplementos.

Por Greice Caroline Baggio - NUTRIÇÃO CLÍNICA. Atualizado em 06/11/2011.

fonte http://alimentesecomsabedoria.blogspot.com.br/p/radicais-livres-e-antioxidantes.html

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Turbine sua horta com humus feito em casa



Benefícios do Húmus de minhocas para o solo:
– Melhora a aeração do solo;
– Enriquece o solo com micro-organismos;
– Melhora a capacidade de retenção de água;
– O húmus atrai outros animais benéficos presentes nas camadas mais profundas do solo;
– É rico em ácidos húmicos, que condicionam o solo e contribui para equilíbrar o pH reduzindo a acidez do solo;
– Melhora a reciclagem de nutrientes

Benefícios do Húmus de minhocas para o crescimento das plantas:
– Melhora a germinação, o crescimento das plantas e produtividade da cultura
– Melhora o crescimento e estrutura das raizes;
– Enriquece o solo com micro-organismos
– Fornece nutrientes essenciais para as plantas e ajuda na supressão de doenças;
– Contêm os principais minerais necessários para o crescimento das plantas tendo 5 vezes mais nitrogênio, 7 vezes mais fósforo e 11 vezes mais potássio do que o solo comum.
Com um minhocário caseiro você irá produzir húmus e biofertilizante (chorume) em sua casa a partir dos resíduos orgânicos como cascas de frutas, talos e folhas de verduras e legumes, grãos, sementes, borra de café e chás, entre outros!
Utilize o húmus (composto sólido) produzido em seu minhocário colocando um “punhado” deste húmus diretamente no solo ao redor do “pé” da planta. Para isso você pode utilizar uma pazinha, uma colher ou as próprias mãos. Repita este procedimento periodicamente (a cada 2 ou 3 meses). Após a plicação regue o solo.
O Biofertilizante (composto líquido) produzido em seu minhocário também pode ser utilizado em todos os tipos de plantas. Para isso você deve diluir este composto na proporção 10 partes de água para 1 uma parte do biofertilizante. Regue sua horta, plantas de vasos, gramados e jardins com este composto a cada 5 a 10 dias dependendo da planta.

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Como fazer uma composteira domestica para reciclar o próprio lixo e produzir humus!



 Forneço 100 unidades por R$30,00 (é o suficiente para começar) + taxa sedex R$ 20,00 . Envio para RS;SC e Paraná.

“Comece de onde você está. Use o que você tiver. Faça o que você puder.” ARTHUR ROBERT ASHE JR


As minhocas ao se locomoverem por entre as camadas do solo, cavam galerias fazendo passar por seu tubo digestivo grande quantidade de terra e restos vegetais, formando desta maneira o "húmus".
Além de arejar, a minhoca aumenta a porosidade e a homogeneização dos solos, tendo ainda eficiente atuação sobre os sais, deixando-os sob forma assimilável aos vegetais.
O húmus transmite "vida"as plantas, promove a mineralização do potássio, fósforo, boro, magnésio, cobre e possui bactérias fixadoras de nitrogênio atmosférico, que transmite saúde às plantas.
O húmus possui constituição casulos e pequenas minhocas que vão multiplicar-se na área em que for aplicado, produzindo assim, vida na terra.
Este húmus foi produzido por minhocas vermelhas da Califórnia (Eisenia Foetida). E a gigante africana (Eudrilus Eugeniae), a partir do esterco bovino.
Composto Produzido por Minhocas
Vermicompostagem é o processo de preparo do adubo orgânico ou fertilizante orgânico denominado composto. O composto produzido pelas minhocas contém 20 a 30% da matéria orgânica por elas ingerida e não digerida ou assimilada e que, por isso, é eliminada com as fezes. É nesse meio que se desenvolvem os “ovos” que se encontram dentro das cápsulas, as minhoquinhas que deles vão nascendo e as que vão junto com o húmus.
O húmus e o composto não têm cheiro, não atraem moscas e podem ser aplicados diretamente nas lavouras, campos, outras lavouras e pastagens, pois não prejudicam as plantas. Podem, também, ser armazenados durante 3 a 4 meses, desde que em local coberto e ventilado.
Existe à venda, no comércio, um secador para húmus, que facilita muito os serviços no minhocário. A diferença entre o húmus e o composto orgânico, segundo alguns autores e criadores, é que o primeiro é um material fino e uniforme, enquanto que o segundo é mais grosseiro.
Para fazer o composto orgânico, o criador pode utilizar as minhocas nativas que, ao contrário das vermelhas da Califórnia, transformam em adubo todo o material orgânico, como jornais, papéis, papelões, folhas, restos de culturas e podas, lixo doméstico, etc. Só não servem para a produção do composto, os plásticos, vidros e metais.
A única desvantagem das minhocas nativas é que elas são menos produtivas, sua produtividade é menor do que a das vermelhas da Califórnia e o composto leva 90 dias para ficar pronto.
Como, normalmente, há sempre um excesso de minhocas nos canteiros, é melhor que o criador as venda ou então que as aproveite em criações de rãs, pássaros, peixes ou de qualquer outro animal ou as industrialize, fabricando farinha de carne, por exemplo, pois com o aumento da produção, terá maiores lucros.
As terras dos canteiros devem ser afofadas, de tempos em tempos, para melhorar suas condições físicas.
Definições
– O que é a minhoca?
Já foram catalogados 8.000 espécies de minhocas. Vivem em terrenos úmidos, porém pouquíssimas podem ser criadas em cativeiro, pois foi na Califórnia que, por volta de 1930, foi desenvolvido o projeto para a criação em cativeiro, para objetivar a longevidade, bons índices de produção, bem como de produção de húmus.
– O que é húmus?
O húmus é a produção da minhoca. É o seu excremento. É a transformação do esterco (alimento da minhoca), no mais completo e rico adubo orgânico existente. Podemos mesmo afirmar que a minhoca é uma micro-usina de transformação.
– Qual a aplicação do húmus?
Esse adubo vivo, cientificamente preparado, que contém microorganismos unificantes alcalinos, Rhizobium, fixadores de nitrogênio atmosférico, bactérias que constituem algo parecido com anticorpos naturais contra pragas, doenças e vírus, que transmitem saúde às plantas e promovem a mineralização do potássio, fósforo e outros elementos menores como o boro, o magnésio e o cobre, tem seu campo de atuação nas hortas, plantas, capineiras, pastagens, assim como qualquer cultura ou ainda em terras estéreis ou cansadas.
– Qual a diferença entre o adubo químico e o húmus?
O adubo químico indiscriminadamente ou constantemente, leva o solo à doença e à esterilidade. O adubo químico responde imediatamente. O adubo químico não leva vida ao solo.
O húmus é neutro ou levemente alcalino, sendo um meio ambiente favorável ao cultivo.
O húmus leva ao solo minerais em forma orgânica, levando-o, vitaminando-o, enriquecendo-o, a longo prazo.

Publicado por: Equipe Brasil Escola